O tártaro surge quando a placa bacteriana, que não foi retirada devidamente durante a escovação, endurece. Ele pode ser bem prejudicial e é preciso cuidado

Expert

Max de Aguiar Ferreira

CRO-RJ :27553

Graduado em Odontologia pela UERJ e Especialista em Saúde Bucal Coletiva pela ABORJ (Associação Brasileira de Odontologia).

Sabe aquela mancha de molho na roupa que quanto mais você demora para limpar mais difícil se torna para retirar? Acontece algo parecido na saúde bucal. A famosa placa bacteriana, a inimiga dos sorrisos saudáveis, quando não é retirada diariamente e de forma eficiente entre os dentes, endurece e vira outro personagem famoso, o tártaro, que já não sai com facilidade. Daí, começa a bagunça. "Ele surge pela deficiência na higienização e acúmulo progressivo da placa bacteriana camada por camada sobre a superfície do elemento dental", conta o Cirurgião-dentista Max Ferreira.

Doenças bucais podem aparecer com o tempo

Também conhecido pelos profissionais como cálculo, essa placa calcificada chamada de tártaro, não afeta apenas a estética tornando a aparência do dente feia. Se não for tratada, pode causar um monte de problemas que afetam todo seu universo bucal. A primeira consequência é a gengivite. "Uma inflamação mais superficial e que pode evoluir a uma periodontite, afetando também os tecidos de sustentação do dente como o ligamento periodontal e o tecido ósseo". E você sabe que o pior que pode acontecer em um cenário de periodontite é a perda dos dentes, certo? Melhor não passar por isso.

Complicações que afetam todo o organismo

Qual é a relação do sorriso com o organismo? Toda. Se os dentes não forem bem cuidados, o surgimento de doenças bucais se torna inevitável, prejudicando não só a sua boca, como partes do corpo. Max explica. "Bactérias presentes nas inflamações gengivais podem, através da corrente sanguínea, atingir órgãos como o coração e causar entupimento arterial". Ninguém poderia imaginar, né? Além disso, quadros de diabetes podem piorar e contribuir para a inflamação das articulações. Por isso é tão importante prevenir o tártaro e, no caso do surgimento desta doença, tratar o quanto antes.

A higiene bucal é a maior prevenção do tártaro

Para não dar vez a esse problema o jeito é colocar a mão na massa e praticar uma boa limpeza nos dentes e boca. "A formação do tártaro é prevenida pela higienização bucal correta com técnicas de escovação adequadas, fio dental e soluções para bochecho". Caso esse vilão tome conta do seu sorriso, o tratamento é feito somente no consultório do dentista como a raspagem por meio de algumas ferramentas odontológicas, como curetas periodontais e ultrassom. Como prevenir é sempre melhor, dedique um tempo após as refeições para essa limpeza. Seu sorriso agradece!